terça-feira, 20 de março de 2012

Simplesmente Laura

Minha bagunça mora aqui dentro, pensamentos dormem e
acordam, nunca sei a hora certa. Mas uma coisa eu digo: eu não paro.Não gosto
de meias palavras, de gente morna, nem de amar em silêncio. Eu tenho preguiça
de quem não comete erros. Tenho profundo sono de quem prefere o morno. Eu gosto
do risco. Dos que arriscam. Tenho admiração nata por quem segue o coração. Eu
acredito nas pessoas livres. Liberdade de ser. Coragem boa de se mostrar. Dar a
cara a tapa! Ser louca, estranha, linda, chata! Eu sou assim. Eu vivo para
sentir. Sou intensa, exagerada, atrevida, curiosa, doce, ácida, tenho milhões
de reticências. Aprendi que palavra é igual oração: tem que ser inteira senão
perde a força. E força não há de faltar porque aqui dentro eu carrego o meu
mundo.Sou menina levada, mulher determinada.E eu amo. Amo igual criança.Sem
restrições.Preciso sentir antes de pensar.Arrisco. Machuco. Choro. Dou
gargalhada. Construo. E também me reconstruo!.



Se o mundo estiver em guerra com você, a batalha poderá ser
tolerável, mas se você estiver em guerra consigo mesmo, será insuportável. Sem
debater com seus inimigos internos, è quase impossível não construir guerras
psíquicas ou sobreviver a elas.






@laurinharec

www.fotolog.com/laurinharec

segunda-feira, 2 de novembro de 2009

Encerra a 8ª Semana da Comunicação

Os cursos de Comunicação Social da UNOESC Campus de Joaçaba promoveram a 8ª Semana da Comunicação que teve início dia 15 de Setembro ás 19h30min abertura com a Palestra da pesquisadora Lúcia Santaella, com o tema " o Comunicador do Futuro", msotrando de onde a comunicação veio e para onde vai.Reunindo centenas de pessoas para prestigia-la.

No segundo dia de evento Marcos Hermes falou sobre " Fotografia e Música = Um casamento de sucesso" sobre a união do som e a imagem, mostrando muitos de seus trabalhos para o público, mais de 400 fotos dentre elas, as imagens de famosos e desconhecidos. E também fez a entrega do prêmio do concurso " A Cor e o Som".

Na noite de quinta-feira 17 de Setembro p palestrante Dado Schneider divertiu e emocionou ao público com o tema " Quem não se comunica, se complica" comentou sobre as perpectivas do mercado, descrevendo de onde veio a crise e como devemso lidar com os clientes.

Na sexta-feira aconteceu o encerramento da 8ª Semana da Comunicação com a participal especial do jornalísta e apresentador do programa Custe o que custar(CQC) Marcelo Tas finalizou falando sobre o tema " A Inovação e a Critiavidade na era digital".
Segundo o jornalista a possibilidade de ouvir o espectador ou cliente utilizando novas mídias.

Após a palestra Tas respondeu a todos os questionamentos da platéia.
E assim encerrou a Semana da Comunicação com grandes expectativas do público.

Com o Tema Versatilidade Lucia Santaela, Marcos Hermes, Marcelo Tas e Dado Schneider ministraram na Oitava Semana da Comunicação


Promovida pelos cursos de Comunicação Social da UNOESC a oitava semana da comunicação possibilitou conhecimento e troca de experiências nos dias 15 a 18 de setembro.

Além das palestras, alunos da APAE de Joaçaba e Acadêmicos da universidade apresentaram musica e dança. Após a cerimônia de abertura a professora Lucia Santaela falou sobre o Comunicador do Futuro.

Marcos Hermes, fotografo renomado pela associação de imagem e musica em seus trabalhos, na quarta-feira, elegeu quatro fotos dentre os nove finalistas do concurso “A Cor do Som”.

A fórmula do sucesso está na coragem, talento e persistência. É preciso gostar do que faz e sorrir, disse dado Schneider na noite de quinta-feira. Afinal quem não se comunica se complica e a melhor maneira para conquistar o mercado é ler e estudar muito, ser simpático e ter cuidados com detalhes.

A mobilidade trouxe a popularização das informações. Todos podem interagir e a criatividade é indispensável para os comunicadores. Marcelo Tas, apresentador do CQC citou, na última noite do evento, o TWITER como exemplo de tantas inovações nesta era digital.

quinta-feira, 17 de setembro de 2009

Versatilidade e os Comunicadores do Futuro


Os cursos de comunicação social da UNOESC campus de Joaçaba promovem de 15 a 18 de setembro a 8ª Semana da Comunicação.

Para contribuir ainda mais, com a formação da bagagem cultural dos acadêmicos e comunidade em geral A UNOESC Joaçaba tem o intuito de trabalhar a questão do conhecimento teórico e também conteúdos práticos. Para tanto, investiu em grandes nomes das áreas de semiótica e indústria fonográfica.

Serão abordados os assuntos da inovação: A criatividade na era digital afinal quem não se comunica se complica onde fotografia e musica são um casamento de sucesso para os comunicadores do futuro.
Lucia Santaella, Marcos Hermes, dado Schneider e Marcelo Tas, em quatro noites irão contemplar todos os participantes da semana com suas experiências e visão científica.

Em entrevista concedida a nós acadêmicos do curso de jornalismo, o Professor Elanderson, afirma que eventos deste gabarito proporcionam aprendizado diferente, pois tudo é desenvolvido em equipe, professores e acadêmicos, agregando conhecimento desde os primeiros preparativos. E é de grande valia, pois leva para a comunidade o nome da UNOESC e especialmente dos Cursos de Comunicação - Publicidade e Propaganda, Jornalismo, e Rádio e TV.

Nos corredores do bloco 4 do campus 1 da universidade observamos que os acadêmicos estão empenhados na divulgação e recebem total apoio e orientação de todo o corpo docente dos cursos que abordaram como tema a Versatilidade, fator indispensável para os comunicadores.

A 8ª Semana da Comunicação espera por você!
Participe!

terça-feira, 8 de setembro de 2009

A Informação de boa qualidade precisa de Capacitação


Um dos assuntos mais polêmicos da comunicação nos últimos meses foi à decisão do Supremo Tribunal Federal (STF), em 17 de junho, pelo fim da obrigatoriedade do diploma para o exercício da profissão de Jornalismo. A notícia desagradou estudantes e profissionais da área, que por sua vez argumentam que estão sendo desvalorizados. Com isso os jornalistas serão prejudicados futuramente em concursos públicos e qualquer outra função.

A sociedade tem direito à informação de qualidade, ética. Dependemos de informação qualificada e baseada em preceitos democráticos. A formação jornalística é muito importante, como qualquer outra formação ligada à saúde, administração, direito, engenharias, etc.

Para algumas pessoas isso não faz a mínima diferença. E sabe por quê?
Os donos de grandes empresas de comunicação seriam beneficiados porque teriam a liberdade de contratar pessoas não especializadas para atuar na área, podendo estipular qualquer valor de salário. Porém seriam prejudicados pela falta de qualidade e credibilidade na informação.

Devemos mostrar que somos fortes e viemos pra ficar e apresentar as melhores notícias, os acontecimentos, os fatos, as novidades que giram em torno do mundo. Num mundo que está se deixando levar pela insensibilidade de alguns veículos que duvidam da capacidade de jornalistas competentes para o país da comunicação. É por esse motivo que continuaremos na luta pelo diploma de jornalismo.


Postado por LAURA MARILA SANTOS DE OLIVEIRA

Mais uma sobre o Diploma

Descobrir o que realmente importa para sua vida profissional é o fator mais relevante e discutido hoje nas salas de aula das universidades que oferecem o curso de Jornalismo. Afinal, o que muda o diploma de jornalista? Quais as vantagens em ser jornalista formado?

A decisão do Supremo Tribunal Federal no dia 17 de Junho deste corrente ano, balançou as estruturas de universidades e deixou muitos acadêmicos sem rumo. Aqueles que buscavam um diploma para exercer uma profissão trancaram matrícula, outros mudaram de curso.

As opiniões são diversas com relação a esta “polêmica”. Sonia Bridi por exemplo, jornalista conceituada com formação em jornalismo, atualmente trabalhando na Rede Globo de televisão é contra a Obrigatoriedade do Diploma, mas é à favor do curso universitário, do aperfeiçoamento profissional.

Em entrevista concedida a Rádio Salto FM nesta segunda-feira, 07 de setembro, Sonia exemplificou sua opinião. Segundo ela, o médico Dráuzio Varella conhece tanto de saúde que desenvolve matérias excelentes da área de medicina sem formação jornalistica. A Jornalista admite que não conseguiria desenvolver matérias na área da saúde tão boas quanto as produzidas por Dráuzio.

Ela acredita que as universidades oferecerão melhores cursos jornalisticos para atrair os acadêmicos. As grades curriculares serão ainda melhores. Os estudantes irão apresentar para o mercado de trabalho o diferencial em ter formação profissional.

E para tanto diz Sonia, é necessário não só esperar da universidade, dos professores. Os acadêmicos e também profissionais da área devem fazer de cada matéria seu melhor texto, sua melhor imagem. É preciso ler sobre todas as áreas, principalmente sobre genética. Saber sobre o aquecimento global, suas consequencias. Ler jornal, revistas, artigos. Ler muito! Conhecer tudo sobre sua comunidade, sua cultura. Desenvolver as habilidades jornalisticas partindo das pequenas coisas.

Eu, Aracéli Ióli Tomazi, concluo meu artigo deixando minha opinião nas próximas linhas:

“ Colegas Acadêmicos,

Ser um bom profissional vai depender de cada um de nós. Por isso, continuo a cursar o Curso de Comunicação Social com Habilitação em Jornalismo, pois acredito que a UNOESC Joaçaba através de seu corpo docente e de minha vontade faremos dos próximos 3anos e 4 meses o melhor para a história da comunicação. E com certeza o aperfeiçoamento adquirido, neste período, será um diferencial no mercado de trabalho.

Espero contar com o companheirismo e boa vontade de todos para quando recebermos o diploma termos a certeza de que fizemos a escolha certa.”

segunda-feira, 3 de agosto de 2009

Comunicação e Arte


Segunda -Feira 03 de Agosto de 2009. São exatamente 21:36 da noite estou com minha turma da 2º Fase de Jornalismo no Campus da Unoesc JOAÇABA - SC e estamos em plena atividade de criação de blog. Com ajuda da Professora de Informática aplicada á Comunicação Roseli Moterle ficou mais fácil desenvolver a atividade.


" Comunicação e Arte"


Segundo a fonte Winkipédia JORNALISMO é a prática de coletar, redigir, editar e publicar informações sobre eventos atuais. Jornalismo é uma atividade de Comunicação.


De acordo com a definição acima, semanalmente os acadêmicos de Jornalismo deverão postar notícias de eventos e acontecimentos no Campus da Unoesc.


A arte de comunicar-se é um dom maravilhoso. Onde expressamos nossas idéias e fantasias conquistadas no dia - a - dia.


O blog é grande meio de mostrarmos nosso trabalho.